sábado, 24 de janeiro de 2009

Olhares no Algarve invernoso

Em Altura, chaminés algarvias.

Em Monchique.
- Bom dia, amigo. Então o inverno anda por cá?!
- É verdade. É tempo dele.
- O senhor autoriza-me a tirar uma fotografia para pôr na internet?
- OH, então eu não estou cá para outra coisa!
- Enteeendiiiiii! ;-)

Pormenores num hotel em Portimão.



Olhares da Serra de Monchique sobre a costa e a encosta em azulejos.

Nora a adornar uma praça.

2 comentários:

Anónimo disse...

Faz anos que não me lembro de um Inverno tão rigoroso e neste nem o Algarve escapou.
Chego a ter saudades do clima da minha infância, em que sabíamos sempre que acabava uma estação e outra se iniciava. Eram nítidas as diferenças entre a Primavera e o Verão e entre o Outono e o Inverno.
Nos últimos anos, até o clima anda baralhado.
Chegamos a ir à praia em Outubro e não o conseguimos fazer em Agosto.
A verdade é que cada estação tem a sua beleza!
E aqui fica para recordação, a beleza das tuas fotos tiradas num Inverno Algarvio (que já se vai tornando raro)

Bjs
FA

xistosa - (josé torres) disse...

Nasci pelo Porto, mas passei a meninice e infância em Castelo Branco.
Na casa, ou melhor na quinta onde vivíamos havia uma nora enorme.
O poço teria mais de 4 metros de diâmetro.
Isto é a medida que me ficou, porque entretanto mudámos de casa.

passava tempos infinitos a ver a pobre mula andar á roda de olhos quase vendados.
Ou seriam vendados? Não sei ...
É claro que agora nem se pode pensar numa coisa dessas, mas os moinhos de vento, aquelas torres de ferro dos poços, estão, na maioria dos casos desactivadas.
A vida também deu outras voltas e falta quem saiba manejar e manter isso a funcionar.
Durante uns anos, tive uma torres dessas, desmontada, para colocar no meu poço.
Tive que desistir.
Na altura ou era caro, mas muito, ou quem levavav mais em conta não aparecia.
Depois tive que pagar para me desfazer do ferro-velho.

Já me arrependi tantas vezes.

Mas na nora, passava horas a ver como a água subia, descia e era encaminhada para um tanque enorme.

Nunca ninguém está contente com o que tem.
Se não chove no Inverno, chega-se ao Verão e não há água.
Isto é ouro que tem caído, ainda que para alguns seja exagerado.
Mas a reposição de lençóis freáticos não se faz com sol.
Depois há os campos de golfe, a maioria sem possibilidades de sobreviver se não fossem furos clandestinos e outras coisas.
Se não chover, nem água clandestina há.

Que chova no Inverno e faça sol no Verão.

Ah! que na "Altura" haja altura para as chaminés ... é que nos "monumentos de betão", com dezenas de andares, não se conseguem fotografar ...

Um bom fim de semana.