quinta-feira, 16 de agosto de 2007

“O Rei" ...

... ou, por extenso, “O Rei do Rock”, passou a ser o nome daquele que era baptizado por ELVIS Aaron PRESLEY.

Hoje é data a lembrar o Rei do Rock. A 16 de Agosto de 1977, em Memphis, Tenessee – USA, “Elvis the Pelvis” deixou de ver este mundo. Desmaterializou-se. Passou a sobreviver até hoje nos DVDs e CDs. E na rádio. Pela Bélgica, tem estado a passar desde há umas duas semanas, ligado ao evento que hoje se comemora.

Pertenceu ao grupo que o POETA cantou como "aqueles que se vão da morte libertando", mesmo que o Rei fosse, progressivamente, caminhando para ela a uma vertiginosa velocidade.

Não podia deixar de me associar a esta comemoração, recordando-me de filmes que enchiam salas, nem tanto pelas performances cinematográficas do artista principal mas, pela mão cheia de "belezuras" que lá se viam. Na tela e nas salas. E da música que se escutava e via.

Era a forma de publicitar a música, num tempo em que não havia vídeo-clips. Nem havia vídeo, nem clips, nem tv, nem computadores.

Com ele e mais uns poucos se iniciou a Revolução Cultural e Política Global. Anos cinquenta, que se prolongou pelas décadas seguintes.

Eis O REI:






4 comentários:

alfacinha disse...

Uma voz sossegada, o rei de rock torna se um santo para os fás.

xistosa disse...

Foi a primeira vítima do H5N1, tantas foram as aves que esvoaçaram à sua volta.
Tinha uma voz ...
Mas de resto era um fraco humano.
Ainda bem que pertence à realeza, pois sentia-me mal se fosse da ralé, como eu.
Paz à sua alma, se tal existe, pois há coisas que estão a desaparecer, como o "limbo".
Não será o inquisidor Ratzinger a "limpar" a casa!

Aninhas disse...

Olha lá... qual é a "cena" com as fotos de passarada???

Hummm...

:))Tchuss

Aninhas disse...

Olha lá... qual é a "cena" com as fotos de passarada???

Hummm...

:))Tchuss