quarta-feira, 9 de julho de 2008

Amor é tudo o que tenho para te dar

S Ú P L I C A


Amor! Amor é tudo o que te peço.
Amor! Tenho ainda muito amor para te dar.
Olho para ti, ao longe, e me enterneço,
Só de sentir teus olhos ao me afagar.

Amor! Como o tempo se nos esvai,
Por entre abraços e cansaços não realizados,
Beijos, amor e tudo o mais que sem um ai,
Por tanta distância são tão-só imaginados.

Nessa tua alma, a minha, que bem conheço,
Abraço-te, afago-te e penetro
Um olhar tão fundo, tão profundo.

Porque não sais, nem estás neste meu mundo,
Porque me deixas viver tão inquieto?
Amor! Amor é tudo quanto te peço.

2 comentários:

Anónimo disse...

Que lindo poema de amor.
Amor, sentimento cada vez mais raro.
Com a ansia de vivermos uma vida perfeita, com muita realização profisional e muita ambição à mistura, esquecemo-nos, tantas vezes, de o cultivar.
E como nos faz falta!
O vazio que é a sua ausência, a tristeza que é vivermos sem amar e, muito pior, sem sermos amados.
Abençoados os que têm capacidade de amar e muito mais aqueles que conseguem escrever tanto sentimento.
Gostei mesmo muito
Bjs
FA

xistosa - (josé torres) disse...

Quando tudo o que escrevemos é sobre amor, só pode ser um hino.

E trocar conspicuamente amor é amor ...