terça-feira, 25 de setembro de 2007

"Bruxelas - I" - escapadinha à parte nova.

Não me devo enganar muito se, tal como eu, a maior parte das pessoas pensa Bruxelas como uma cidade exclusivamente de edifícios baixos, escura, fachadas em pedra e/ou tijolo, escuros e enegrecidos pelo tempo e a humidade e toda a poluição "natural" a uma quantidade de tráfego automóvel de uma capital... europeia, em que o sol não penetra as camadas de nuvens com residência e choro quase permanente.

Não sendo mentira, vai sendo cada vez menos verdade. Aos poucos.

Deixo-vos um olhar sobre, essencialmente, um bocadinho da parte norte da cidade onde vão nascendo avenidas com o tipo de arquitectura de edifícios envidraçados, como os do quarteirão das Instituições. Foram tiradas este domingo, com o aroma do outono já no ar, espalhado pelas cores das folhas das árvores.

São poucas as fotos, mas é o que há para já. Quando houver mais, para cá virão (quem sabe se só no Verão).



Até um destes dias.

E tenham uma boa semana.

16 comentários:

Gi disse...

Imponentes. Gostei de ver. Desde que o novo não atropele e substitua o velho (e que haja cuidado na manutenção deste útimo para que não se desagrade ... o que acontece muitas vezes) gosto deste aspecto futurista na arquitectura das novas cidades (mas eu sou um pouco esquisita :) ) .

Beijinhos. Obrigada

MRP disse...

Bruxelas está de facto a ficar mais bonita, mais alegre. Consiga-se uma boa mistura entre esta nova tendencia arquitectonica e a mole humana que por aqui anda e Bruxelas arrisca-se mesmo a tornar-se numa cidade... interessante.

ci disse...

passei por cá para deixar beijos da ci...:)

Marx disse...

Esta é a Bruxelas capital da União. Com uma City menos concentrada que noutras capitais. Vai-se a ver, porque o lobbying é uma actividade menos concentrada que a financeira. O que Bruxelas tem de interessante, como de resto a Bélgica, é a sua diversidade. Muito embora, em termos sociais e políticos, valões e flamengos, não se achem muita piada uns aos outros. O que é uma pena...

xistosa disse...

Alguém acredita que possuíndo um terreno, se lançar á terra sementes minorcas, colhe frutos ??????

Lançamos logo genéricos que dão frutos de elevado teor "nutritivo", nem que seja para a "carneira" das carteiras ...

HÁ algum que se oponha ???

Pitucha disse...

Visto assim, pelos teus olhos, até que a cidade é bonita!
Beijos

Anónimo disse...

Embora goste muito mais das paisagens naturais do que desses enormes blocos de vidro, devo dizer que as fotos estão óptimas e que consegues captar beleza onde aparentemente não existe.
Continua, nós gostamos de ver o mundo pelos teus olhos.
FA

AGRIDOCE disse...

GI,
Alguns são mesmo imponentes! E quando estamos ao lado...
Esta parte da cidade (norte) está a nascer para a urbanização e neste tipo de arquitectura. É uma avenida larga ladeada por edíficios como os das fotos. Portanto, não há misturas neste lado da cidade. Nessa harmonia de novo design e técnicas, é uma paisagem bonita.
O mesmo não se pode dizer noutros pontos da cidade, onde já havia construção antiga, penso que dos finais dos anos 60, anos 70 a 90. Estão a ser transformados, ou mesmo destruídos e a levantarem-se novos, dentro deste tipo envidraçado.
Ao perto, perdendo-se a noção do que está para além do vidro, até que se aceitam bem.
Mas assim que se tem a perspectiva geral de enquadramento da áerea... choca(-me).
Mas quem sabe se há um plano para reconstruir tudo assim, deixando só meia dúzia de edifícios classificados (arte nova)?!
Bjs

AGRIDOCE disse...

MRP,

Obrigado pela visita e comentário.

Embora venha a piscar dos olhos de tanto computador e papéis ao longo do dia, ainda hoje vou tentar retribuir a visita e passear pelo "burgo MRP".

É, Bruxelas está a ficar mais bonita, mais alegre e, também, mais luminosa, digo eu.

Haja sol!

AGRIDOCE disse...

CI,

Vai passando.
Livro com sucesso?
Beijos para ti também.

AGRIDOCE disse...

MARX,
Boa análise aos fundamentos sociológicos e urbanísticos da city ;))
O problema vai ser o encontrar da solução para as "marradas" entre os flamengos e valões. Não encontram outra maneira de dialogar que não seja essa.
Acho que está a chegar o momento de acabar com uma federação de regiões autónomas e comunidades, e passar ao modelo clássico: estados federados, ponto final, parágrafo.

AGRIDOCE disse...

XISTOSA,
Acho que ninguém respondeu até agora. Por isso, e no silêncio, ninguém se opôs.

AGRIDOCE disse...

PITUCHA,

Eu vou emprestando os meus olhos, de vez em quando, por aqui.

Quando estiveres a olhar para ajanela e só vires edifícios escuros ... vem até esta janela.
Bjs

AGRIDOCE disse...

FA ... FA ... de Belém?
Obrigado pela visita.
Aquilo é paisagem natural. Quase só se vê céu! Esse é o efeito bonito deste tipo de arquitectura, espelhar o céu e tronar as construções animais... tipo camaleões. Mudam à medida que o céu muda: ora nuvens, ora brilho do sol, ora azul profundo celeste, ora... não, quando está a chover, ninguém olha para cima.
Bjs

Ana-Catarina disse...

Ola!

Neste aspecto acho Londres mais velha e nota-se uma tendencia em aproveitar-se sempre as estruturas antigas. O que para mim eh uma forma muito elegante de fazer uma cidade. Mas tb adoro o modernismo que mostraste aqui. Ate da vontade de conhecer pessoalmente!

Jinhos.

AGRIDOCE disse...

ANA-CATARINA,
Vem.
De TGV ou avião, num sábado ou domingo, é um saltinho e não fica caro.
Beijokas.