quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

The clock is ticking

AQUI se falou do "Tratado Europeu de Lisboa" que hoje, com as assinaturas e pompa e circunstância, teve a concordância dos Chefes de Estado e de Governo dos Estados membros, entrou numa nova etapa.

Passou a "projecto", definitivamente.

O relógio só hoje, realmente, começa a contar os segundos, em contagem decrescente.

Dentro de pouco tempo (considerando o relógio dos povos e nações, e não os de cada um dos homens que os compõem) veremos como foi liderado este processo, não apenas pelo Estado que exerceu a presidência no período desta cerimónia de hoje, mas por todos, pois esta é uma tarefa que a todos os políticos a exercer o poder deve ser assacada.

Veremos se no fim haverá novamente espectáculo pirotécnico e borlas em museus e festarola, ou se vamos assisitir ao esvaziar de um balão de ar quente, mal aquecido.

2 comentários:

xistosa disse...

Era bom que o ar quente do balão, mais um suprimento de hélio, nos levasse na vertical daqui para fora.
São poucos quilómetros e vou aproveitar ...
Rir-me-ei alarvemente, dos palermas asininos que são conduzidos ao catafalco, como cordeiros em vésperas de Páscoa.
Como nunca mais apanharemos os outros ... (com qualquer um destes políticos que temos, talvez se forem reciclados, o Valentim ou o Isaltino, tenham a varinha mágica, conjuntamente com a Nossa Senhora de Fátima, esta é de carne e osso, a outra, desconfio que seria um focus fátuo, desconfio, mas como não sou certo, assobio e finjo que o mundo é redondo e todos somos felizes, talvez não seja bem assim)

Não desejo a sorte que antevejo já para os meus filhos e um tem 28 e o outro 32.

Maïca disse...

La Constitution est morte. Vive le traité de Lisbonne.

La Hongrie est devenue, lundi 17 décembre, le premier des 27 pays de l'Union européenne à ratifier le traité européen modifié, par un vote parlementaire.

Le traité de Lisbonne permet l'adoption d'une plus grande palette de décisions à la majorité simple, notamment dans les domaines de la justice et de la sécurité, et donne plus de pouvoir aux parlements européen et nationaux.
Seul un pays, l'Irlande, est dans l'obligation constitutionnelle de soumettre le traité à un référendum.
----
Bravo a Hungría por avanzar con confianza sobre este camino.
Sin contrato, los "asuntos" de la gran máquina sufrirán dolores para funcionar.
¿ Quién será el país próximo que se atreverá a poner su uña " bajo el pergamino "? ¿ Uno de los miembros fundadores de la gran organización ?