quinta-feira, 4 de março de 2010

“TA PANTA REI”

Tudo flui.

Tudo flui como um rio. E nele é impossível estar-se duas vezes no mesmo local no mesmo estado, assim pensava Heráclito (o de Éfeso), e eu estou com ele.

É tempo de mudança.

O rio que é a minha vida já viu passar por ele águas diversas e em diversos estados: umas tranquilas, aparentemente paradas; outras fluindo numa doce marcha; e outras revoltas, ameaçadoras de fim de viagem. Umas tantas cristalinas. Mas também as teve bastante opacas, quer porque a lama as contaminou, quer porque desceram ao fundo, onde a luz não chega. Passou por óptimas margens que o marcaram e marcarão até ao fim, por outras que nem com muito esforço delas se recordará, e também por aquelas em que faz esforço, em vão, para as não recordar. Enfim, como acontece com tantos outros rios que correm por aqui, ali, além.

Este blogue, que me ajudou a atravessar um leito de 8 anos de rio belga (de facto, renasceu por duas vezes, uma delas, a última, a partir do zero) - nem sempre com o caudal mais adequado, se já de há uns tempos anda por margens demasiado tranquilas, a partir de agora não faz sentido continuar a correr, sequer.

É tempo de mudança.

Talvez reapareça após o meu regresso definitivo a Portugal, com outras roupagens, outro nome, dentro de 2 ou 3 meses, pois tenho que recomeçar nova vida de readaptação às margens de um rio que já naveguei e que o tempo terá moldado.

O Agridoce seguirá viagem com o BELGIUMTUGADOIS, que aqui fica com todo o seu conteúdo em estado vivo, ou simplesmente adormecido. Não o vou apagar. Enquanto a entidade que administra este espaço assim o entender, ele por aqui manterá as suas portas abertas.

Nele deixei mais imagens que palavras. Com aquelas tentei deixar registados espaços por onde andei, mostrá-los a quem por eles passou, ou não. Com estas, expressar alguns estados de espírito, poéticos ou totalmente opostos. Não consegui evitar aquilo que me tinha auto-proposto não fazer, e que era não entrar nos comentários políticos, mesmo que só ao de leve.

Foi bom contar com algumas participações, foi óptimo (re)fazer algumas amizades, foi consolador saber que de todos os cantos do mundo - com incidência para Portugal e Brasil - alguns olhos o vieram espreitar.

É tempo de mudança.

A minha mala já está pronta e a aguardar que lhe deite a mão.

A foz – a foz deste meu rio – está já ali. Não sei se vou deixar um afluente ou se é o mar que me espera. Até lá.

TUDO FLUI.

TA PANTA REI.


(Deixo AQUI as minhas REMADAS em fotos)
-
-
-

7 comentários:

marta disse...

Meu Querido

Vou ter saudades tuas, mais uma vez.
Mas percebo-te tão bem!
Que a volta te seja doce!
fico à espera de te encontrar ali, na próxima esquina

O meu obrigado por tudo que transmitiste
beijo grande

xistosa - (josé torres) disse...

Dizem que as despedidas são as coisas mais tristes da vida.
Eu não concordo e como sempre, (dentro do sarcasmo possível), dou já um exemplo.
Noutro dia faleceu um amigo.
Fui despedir-me, mas fiquei imensamente satisfeito por ir ele e não eu.
É talvez uma questão de posição face ao problema.

Espero que não deixes esta vida que nos rouba o tempo que temos e algum do que não temos.
Já estive também, para fechar a loja e não sofri o revés que sofreste. Foi avassaldor.
Para já vou tentar manter-me à tona.

Que o regresso pátrio seja breve, se é esse o teu desejo e que pegues no lápis e na borracha, (já não falo na máquina fotográfica), para continuares a "saga".

Um abração e até breve.

Torquato da Luz disse...

Caro Agridoce, oxalá a ausência seja breve.
Quando voltar, avise!
Entretanto, um abraço e votos de felicidades.

alfacinha disse...

boa carreira
goede vaart
cumprimentos de Antuérpia

Anónimo disse...

A este rio que ajudou muitas outras ribeiras a enfreitar a corrente, mostrando-lhes a beleza que existe do outro lado do leito e que nem sempre conseguimos ver, desejo que continue a navegar em àguas calmas, que nessa sua corrida até à foz, consiga apreciar as belezas que o acompanham na margem e nunca, mesmo nunca perca o pé.
Que esse rio se transforme num imenso oceano.
As maiores felicidades
FA

Wesley K. disse...

please follow me too ??

Anónimo disse...

Olá.
Carlitas.... Monção.... Moledo do MInho..... Recém-chegados de Angola.... Recordas-te?
Foi uma grande alegria ver uma página tua no facebook.
cabpereira@msn.com
Contasta-me? Fico a aguardar.
Um grande beijinhoooo